BlogEscolaTudo sobre os Itinerários Formativos

Tudo sobre os Itinerários Formativos

Devido à grande defasagem de aprendizado identificada no atual Ensino Médio, além de o segmento se tratar da etapa da Educação Básica com maior índice de evasão escolar, avaliou-se a necessidade de uma reforma. Assim, Novo Ensino Médio foi formulado de modo a atender às necessidades dos jovens, adequando o ensino às suas expectativas de vida. Nessa reforma do segmento, a principal mudança é a proposição dos chamados Itinerários Formativos 

O objetivo dos Itinerários Formativos é oferecer aos jovens uma trilha que melhor atenda ao seu Projeto de Vida. Cabe à escola estabelecer quais Itinerários serão oferecidos e, em um trabalho conjunto com os alunos e suas famílias, orientar os jovens para o melhor caminho a ser seguido. Contudo muitos gestores ainda encontram dúvidas quanto a implementação do novo modelo. 

Este artigo traz as principais informações sobre o que são os Itinerários Formativos e quais são os impactos de sua implementação no Novo Ensino Médio. Confira! 

O que não são Itinerários Formativos? 

Grande novidade do Novo Ensino Médio, os Itinerários Formativos ainda representam fonte de dúvidas para os gestores quanto a sua implementação. Sendo assim, antes de entendermos o que eles são, é importante pontuar o que não pode ser considerado Itinerário Formativo: 

  • Preparativo para vestibulares: o objetivo dos Itinerários Formativos é ser como uma trilha para o Projeto de vida dos alunos. Sendo assim, não se trata de um preparo para os vestibulares ou Enem, já que esse pode não ser o objetivo dos discentes.  
  • Reforço escolar ou tempo para trabalhar exercícios da Formação Geral Básica: os Itinerários não são um tempo extra do aluno na escola para trabalhar o que foi visto na Formação Geral Básica. 
  • Tempo para aula de Educação Física: A LDB (Lei de Diretrizes e Bases da Educação) inclui no Ensino Médio, obrigatoriamente, estudos e práticas de Educação Física, independente da(s) área(s) de aprofundamento que o estudante escolher em seu Itinerário Formativo. Portanto essas atividades já estão incluídas na parte do currículo referente à Formação Geral Básica. 
  • Aula de recuperação: mais uma vez, precisamos ressaltar que os Itinerários Formativos precisam ser uma oferta que vai além das disciplinas da Formação Geral Básica. Logo, sua carga horária de 1200 horas totais não pode ser utilizada para tratar dos componentes curriculares comuns a todos os alunos.  

Mas afinal: o que são Itinerários Formativos? 

Podemos definir os Itinerários Formativos como um conjunto de unidades curriculares ofertadas pelas escolas que possibilitam aos estudantes aprofundamento de seus conhecimentos.  

Ou seja, trata-se da parte flexível do currículo, que tem como objetivo preparar os jovens tanto para darem sequência aos estudos no Ensino Superior quanto para o mercado de trabalho. Eles podem estar organizados por área de conhecimento e formação técnica e profissional, ou mobilizar competências e habilidades de diferentes áreas ou da formação técnica e profissional. 

A definição de quais Itinerários ofertar é feita pelas escolas, que possuem autonomia para decidir o que será oferecido, considerando suas particularidades e restrições. Já a escolha por quais Itinerários cumprir fica a cargo dos estudantes, que podem cursar um ou mais, de forma concomitante ou sequencial.  

Além disso, é importante ressaltar que o objetivo é que os Itinerários Formativos não sejam aulas expositivas, mas que sejam ofertados em formatos mais dinâmicos e que proporcionem uma participação mais ativa dos alunos, como oficinas, cursos, laboratórios, módulos, projetos etc. 

Quer ficar por dentro de tudo que envolve o Novo Ensino Médio? Baixe o nosso KIT completo com diversos materiais sobre o assunto. 

Itinerários Formativos e seus Eixos Estruturantes 

A BNCC (Base Nacional Comum Curricular) apresenta cinco Itinerários Formativos que compõem essa carga extra.  São eles: 

  • Linguagense suas Tecnologias; 
  • Matemáticae suas Tecnologias;  
  • Ciênciasda Natureza e suas Tecnologias;  
  • CiênciasHumanas e Sociais Aplicadas;  
  • FormaçãoTécnica e Profissional. 

Como você percebeu, ainda que a proposta seja ir além da Formação Geral Básica, os Itinerários se relacionam com a parte obrigatória do currículo. Além disso, os Itinerários Formativos são pensados com base em 4 Eixos Estruturantes, sendo que cada itinerário deve passar por pelo menos um deles (mas, preferencialmente, todos). Os Eixos Estruturantes são: 

1) Investigação científica: investigação da realidade, conhecimento de práticas e produções científicas, habilidade de pensar e fazer científico para promover a melhoria da qualidade de vida da comunidade.  

2) Processos criativos: conhecimento de arte, cultura, mídia, do pensar e fazer criativo, construção de soluções inovadoras para a vida em comunidade.  

3) Mediação e intervenção sociocultural: conhecimento das questões relacionadas à vida humana e ao planeta, atuação socioambiental e cultural, mediação de conflitos e problemas da comunidade.  

4) Empreendedorismo: conhecimento do mundo do trabalho, de iniciativas empreendedoras, articulação do próprio Projeto de Vida, uso de criatividade e inovação para atuar com protagonismo na comunidade. 

Como os estudantes serão orientados? 

Outra questão diz respeito à própria escolha dos Itinerários Formativos pelos alunos. De acordo com o Ministério da Educação (MEC), para o Novo Ensino Médio, é preciso desenvolver o Projeto de Vida dos alunos.  

A partir da reflexão sobre seus interesses e do desenvolvimento desse projeto, é que os jovens, junto ao orientador vocacional, conhecerão as possibilidades do Novo Ensino Médio e, assim, poderão definir por qual ou quais Itinerários seguirá. 

Cabe a escola, portanto, criar espaços de diálogo, apresentando aos discentes as possibilidades. Isso pode ser feito a partir de uma avalição dos interesses e objetivos dos alunos. Por isso, o Projeto de Vida é fundamental, já que é ele que guiará os jovens a fazer escolhas responsáveis e conscientes e em diálogo com seus anseios e aptidões.  

O Novo Ensino Médio 

Como pudemos ver, diversos foram os fatores que levaram à reformulação do Ensino Médio brasileiro. Dentre as mudanças, podemos citar a ampliação da carga horária e a implementação dos Itinerários Formativos 

Cabe às escolas definirem quais serão os tipos de Itinerários Formativos ofertados, além de escolher o horário e local para sua aplicação. Com isso o objetivo é que os alunos terminem a Educação Básica mais bem preparados para o que vem a seguir na vida acadêmica e/ou profissional. 

Para que a implementação das mudanças seja eficiente, é importante conhecer o Novo Ensino Médio. Pensando nisso, preparamos um guia completo com todas as principais informações sobre o segmento, que deve estar 100% implementado nas escolas até o final de 2022. Baixe o guia gratuitamente e depois nos conte o que achou!